Ultrassonografia como ferramenta de diagnóstico de doença articular em cães – Revisão de literatura – IBvet

Anna Paula Balesdent Barreira


Monografia apresentada para obtenção do título de especialista Lato Sensu em Diagnóstico por imagem em Pequenos Animais da Faculdade de Jaguariúna em convênio com o Instituto Brasileiro de Veterinária – IBVET, sob orientação da Profa. Cibele Carvalho


Resumo

As doenças do sistema locomotor em cães compreendem 15 a 37% dos atendimentos veterinários, com destaque para doenças articulares que resultam em perda de qualidade de vida e prejuízo econômico. Com o envelhecimento da população canina, as doenças articulares degenerativas tendem a serem mais frequentes. Afecções como artrites, fraturas, neoplasias, displasias, luxações, ruptura de ligamentos, tendinites, sinovites afetam direta ou indiretamente os tecidos moles articulares e por isto necessitam de avaliação pela ultrassonografia ou ressonância magnética. Apesar de a ultrassonografia articular em cães já ser realizada há décadas, o diagnóstico das artropatias ainda é realizado principalmente pela avaliação clinica e radiográfica. No entanto, a radiologia não é capaz de avaliar os danos nestes tecidos. Com a evolução tecnológica dos equipamentos ultrassonográficos, houve melhora na resolução da imagem, o que possibilitou a visibilização de estruturas, mesmo que diminutas. Neste contexto do diagnóstico de afecções articulares, a artroscopia é considerada padrão ouro, mas por ser técnica invasiva, apresenta uso limitado. Recentemente, a dosagem de biomarcadores de lesão e remodelação articular vem sendo testada no líquido sinovial, soro e urina, sobretudo como método auxiliar às técnicas de diagnóstico por imagem. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão bibliográfica atualizada sobre as principais afecções articulares nos cães e o papel da ultrassonografia no seu diagnóstico. Com base no exposto, conclui-se que a associação de diferentes métodos diagnósticos se faz necessária para avaliação completa das articulações e que a radiologia e a ultrassonografia são os métodos de eleição na medicina veterinária, visto que permitem melhor avaliação óssea e de tecidos moles, respectivamente, com fácil acesso e baixo custo. E ainda, que embora a ultrassonografia possibilite o acesso a estruturas articulares em cães, a frequência do transdutor e o porte do animal podem influenciar na sua identificação de estruturas articulares.


Para ler o artigo na íntegra faça seu login

Acesso GRATUITO, mas restrito!

Para liberar você precisa se identificar ou cadastrar usando o formulário abaixo.


Já possuo cadastro IBVET
 

Quero criar/renovar o cadastro IBVET
 
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com