Transfusão sanguínea na Medicina Veterinária – IBvet

Bruna Jekimim Goulart


Monografia apresentada para obtenção do título de especialista Lato Sensu em Patologia Clínica Veterinária da Faculdade de Jaguariúna em convênio com o Instituto Brasileiro de Veterinária, sob orientação da Profa. Dra. Karina Keller Marques da Costa Flaiban.


Resumo:

A transfusão sanguínea é o procedimento pelo qual se realiza a transferência de sangue total ou produtos sanguíneos de um doador para um receptor. O uso dos componentes sanguíneos permite que mais de um paciente se beneficie de apenas um doador e reduz os riscos de reações contra outros componentes desnecessários. Os doadores devem ser saudáveis, bem nutridos, livre de ectoparasitas e com vacinação e vermifugação em dia e, não devem apresentar histórico de doações anteriores. A coleta de sangue ocorre por venopunção única e o local da coleta deve ser preparado com tricotomia e antissepsia cirúrgica, pode ser feita por dois sistemas, aberto ou fechado. Nos cães podem ser encontrados 7 grupos sanguíneos padronizados internacionalmente e em felinos foram descritos 3 tipos sanguíneos. Nos equinos os antígenos sanguíneos são agrupados em 7 sistemas. Os ruminantes têm número variado de grupos sanguíneos, os bovinos possuem 11 grupos; ovinos têm 7 grupos e os caprinos, 5. Os suínos possuem 15 grupos sanguíneos. O sangue total colhido em bolsa simples permite apenas um produto, o sangue total. Ao utilizar bolsas compostas há a possibilidade de produzir hemocomponentes, como concentrado de hemácias, plasma fresco congelado, plasma rico em plaquetas e crioprecipitado. A tipagem sanguínea determina o tipo de antígeno que existe na membrana dos eritrócitos e é a melhor maneira de prevenir reações de incompatibilidade sanguínea entre doador e receptor. A prova de reação cruzada detecta níveis séricos de anticorpo contra os antígenos nas membranas dos eritrócitos, porém o teste de reação cruzada não exclui totalmente o risco de reação transfusional. As reações transfusionais são caracterizadas como imunológicas ou não imunológicas, e divididas como de decorrência aguda ou tardia. Para evitar uma reação transfusional é recomendado reduzir a transfusão de produtos desnecessários ao animal.


Para ler o artigo na íntegra faça seu login

Acesso GRATUITO, mas restrito!

Para liberar você precisa se identificar ou cadastrar usando o formulário abaixo.


Já possuo cadastro IBVET
 

Quero criar/renovar o cadastro IBVET
 

Olá! Clique no atendente abaixo para iniciar o chat conosco via whatsapp. Responderemos o mais breve possível.

Fale conosco via WhatsApp
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com