Babesiose canina – relato de caso – IBvet

Camila Zampieri Solis

Monografia apresentada para obtenção do título de Especialista Lato Sensu em Patologia Clínica em Pequenos Animais pela Faculdade Jaguariúna em convênio com o Instituto Brasileiro de Formação Profissional – IBVET, sob a orientação do Professor (a) Ana Silvia Dagnone, Jaguariúna, 2017.

Resumo:

A babesiose, ou também conhecida como piroplasmose, é uma enfermidade que acomete cães de todo o mundo, sendo o carrapato o transmissor da doença. Essa moléstia é causada pelo protozoário chamado Babesia, que destrói componentes sanguíneos do animal, especificamente os eritrócitos. Este trabalho tem como objetivo relatar um caso de Babesiose, ocorrido na cidade de Cedral – SP. Um cão, fêmea, da raça Boxer com 5 anos de idade, apresentou sinais clínicos compatíveis com a doença. A coleta de materiais para diagnostico foi feita imediatamente após percepção dos sinais, onde foi detectada a presença do parasita no esfregaço sanguíneo. O animal foi tratado com Dipropionato de Imidocarb, em duas aplicações com intervalo de 14 dias. Na visita realizada ao proprietário, constatou-se que a terapêutica foi efetiva e o canino apresentava-se bem de saúde.

 

Para ler o artigo na íntegra faça seu login

Acesso GRATUITO, mas restrito!

Para liberar você precisa se identificar ou cadastrar usando o formulário abaixo.


Já possuo cadastro IBVET
 

Quero criar/renovar o cadastro IBVET
 

Olá! Clique no atendente abaixo para iniciar o chat conosco via whatsapp. Responderemos o mais breve possível.

Fale conosco via WhatsApp
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com