éguas – IBvet

Utilização de progesterona em receptoras de embriões equinos

Rodrigo Alves Monteiro


Monografia apresentada para obtenção do título de Especialista Lato Sensu em Reprodução Equina Pela Faculdade de Jaguariúna em convênio com o Instituto Brasileiro de Veterinária– IBVET, TURMA 14, sob orientação da Profa. Dra. Maria Augusta Alonso.


Resumo:

Ao longo dos anos a progesterona vem sendo usada amplamente com o intuito de melhorar os resultados e disponibilizar melhores receptoras em programas de transferência de embriões. Este hormônio é produzido pelo corpo lúteo e tem como uma das características principais a inibição do estro e por exercer um papel essencial para manutenção da gestação das éguas. Atualmente, novos protocolos à base de progesterona vêm sendo usados com o intuito de reduzir o número de receptoras e consequentemente diminuir os custos dentro de um programa de transferência de embriões, visto que se torna muito oneroso a manutenção de muitos animais dentro de um plantel, além de disponibilizar aqueles animais impossibilitados de ingressar em um programa devido às limitações fisiológicas. Assim, torna-se importante realizar uma revisão sobre os diversos usos de protocolos de progesterona em receptoras de embrião equinas, visto que estas são um ponto fundamental no sucesso dessa técnica.


Para ler o artigo na íntegra faça seu login

Acesso GRATUITO, mas restrito!

Para liberar você precisa se identificar ou cadastrar usando o formulário abaixo.


Já possuo cadastro
 

Quero criar/renovar o cadastro
 

Olá, tem alguma dúvida?

Fale conosco via WhatsApp